Buscar

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Campanha “Voto Consciente”

Movimento Voto Consciente

Voto Nulo não é Voto Anulado

Olá amigos! Há alguns dias atrás, recebi em minha caixa de e-mail uma campanha em prol do voto nulo. E como não sou nada curioso, resolvi investigar as informações contidas nesse e-mail.

51% de Votos Nulos

A mensagem afirma que caso haja uma apuração de 51% de votos nulos seria obrigatório uma nova eleição e os canditados atuais não poderiam participar dessa nova eleição, sendo necessário os partidos políticos indicarem novos candidatos.

A questão é a seguinte:

“Voto nulo não é Voto Anulado”

O secretário Judiciário do Tribunal Regional Eleitoral, Marcus Linhares explicou que os votos nulos são diferentes dos votos anulados. “O voto nulo, também chamado de apolítico, é quando há erro do eleitor ou manifestação apolítica. Já o que pode fazer com se tenha nova eleição é o voto anulado. Ou seja, o voto que era válido e por conta de alguma decisão da Justiça, foi anulado. Temos como exemplo um candidato acusado da compra de voto e que foi cassado. Aquela eleição foi anulada. Já o voto nulo não tem força para anular a eleição”, explica Marcus Linhares.

Segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral, os votos anulados pelo próprio eleitor, considerados como "votos apolíticos", não podem ser computados para saber se os votos nulos alcançaram, ou não, mais de 50% do percentual exigido de votos válidos. Para efeito desse cálculo devem ser computados apenas os votos anulados por decisão judicial, em decorrência de fraudes.

Então amigos, muita atenção na hora de circular e-mails do tipo correntes que podem estar camuflamdos em suas intenções.

E não esqueçam, O VOTO NULO NÃO É COMPUTADO, PORTANTO, NÃO TEM PODER PARA ANULAR UMA ELEIÇÃO. JÁ O VOTO ANULADO JUDICIALMENTE, ESTE SIM SERÁ COMPUTADO E PODE PROPORCIONAR UMA NOVA ELEIÇÃO CASO ALCANCE OS 51% DAS VOTAÇÕES.

Até mais,

Ricardo Oliviera

Fonte:http://www.infonet.com.br/politicaeeconomia/ler.asp?id=99083&titulo=especial